Universidad Andrés Bello Lança Laureate Center for Youth Studies

No Chile, jovens entre 15 e 29 anos representam quase 25% da população total. Para atender melhor às necessidades desse segmento importante, a Laureate e a UNAB colaboraram para criar o Laureate Center for Youth Studies (LCYS), que visa fazer contribuições substanciais para políticas públicas relacionadas a jovens por meio de pesquisas relevantes no Chile.

Dirigido pelo renomado acadêmico Dr. Juan Antonio Rock, o centro é organizado pela Faculdade de Economia e Administração da UNAB. O espaço concentra sua pesquisa nas principais áreas de participação, educação e emprego, oportunidades econômicas, saúde e cultura dos cidadãos jovens. A pesquisa do centro contribui para ajudar a encontrar soluções para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, em especial: erradicação da pobreza, saúde e bem-estar, educação de qualidade, igualdade de gênero, trabalho digno e crescimento econômico e redução das desigualdades.

“É uma tarefa fundamental contribuir para melhorar o bem-estar dos jovens, considerando o alto impacto deste grupo no desenvolvimento futuro do nosso país e, especialmente, considerando que os jovens estão no centro do nosso trabalho como uma instituição de ensino”, disse Dr. Rock.

O centro foi inaugurado em setembro em um evento especial realizado no campus Las Condes, da UNAB. Participaram líderes da indústria, do governo e do mundo acadêmico. “O Laureate Center for Youth Studies é de fundamental importância para a UNAB, como a maior universidade do Chile, responsável por proporcionar educação para uma porcentagem significativa da juventude chilena. Nossas salas de aula e laboratórios geram novos conhecimentos e estamos comprometidos com a excelência na pesquisa ”, afirmou o reitor da UNAB, Dr. José Rodríguez.

Laureate Center for Youth Studies Presents apresenta primeiro grande projeto de pesquisa

Durante o evento de lançamento, o centro apresentou os resultados de seu primeiro grande estudo: os fatores determinantes da decisão de não trabalhar nem estudar pelos jovens no Chile, que focou nas principais variáveis que afetam os jovens no segmento NEET (sem emprego, educação ou capacitação). O projeto de pesquisa foi dirigido pelo Dr. Juan Luis Correa, economista e pesquisador da Faculdade de Economia e Administração da UNAB.

No Chile, há 528.574 jovens NEET, entre 15 e 29 anos, de acordo com a Pesquisa Nacional de Caracterização Socioeconômica (CASEN – National Socioeconomic Characterization Survey) de 2017. Apesar da tendência de queda dos últimos anos, a taxa de NEET permaneceu em 13%, criando um desafio para a sociedade, o governo e a indústria. No início deste ano, líderes do setor e de negócios se comprometeram em reduzir a taxa de NEET em 30% até 2020.

O ministro do Desenvolvimento Social, Alfredo Moreno, enfatizou que os jovens NEET representam uma questão social que envolve diferentes partes, incluindo governos, universidades, setor privado e organizações sem fins lucrativos. “Essa questão é tão complexa que não é possível resolver apenas por meio de esforços públicos ou privados, mas sim por meio de um esforço coordenado de todas as partes interessadas”, disse Moreno.

O evento foi concluído com uma análise aprofundada da questão por um painel de especialistas, incluindo Mirko Salfate, diretor do National Institute of Youth (INJUV – Instituto Nacional da Juventude); Gonzalo Rodríguez, diretor da Techo Chile; Sebastián Errázuriz, CEO da Actitud LAB; Viviana Giacaman, cientista política e Diretora de Qualidade da Democracia da Fundación Chile 21; e Mauro Basaure, acadêmico da UNAB.