Iniciativa “Abraços de Prata” ajuda idosos em Honduras

Compaixão, generosidade e bondade são fundamentais para a natureza humana e, em tempos difíceis, o valor dessa natureza pode ser ainda maior.

Em toda a rede Laureate, nossos estudantes continuam a contribuir com suas comunidades locais para responder à pandemia da COVID-19, enquanto compartilham sua compaixão, generosidade e bondade com pessoas em situação de vulnerabilidade

Oito estudantes da UNITEC em Honduras criaram uma organização sem fins lucrativos, chamada Abrazos de Plata (Abraços de Prata, em Português), para ajudar idosos, moradores de asilos cujos recursos são escassos. O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos idosos, contribuindo para que estes não contraiam doenças causadas por falta de higiene ou desnutrição.

Para ajudá-los, os estudantes pediram apoio aos moradores locais na coleta de doações financeiras, produtos de limpeza, itens de higiene pessoal e alimentos.

A organização é formada por alunos de disciplinas diversas, como Direito, Medicina, Psicologia e Marketing. Liderado pelo estudante de Administração Industrial e de Negócios, Frances Arevalo, o grupo surgiu quando a pandemia começou a tomar uma proporção maior em Honduras e os idosos foram identificados como os que apresentavam maior risco quando contaminados pela COVID-19.

“A solidariedade é um valor humano que é fundamental em todos os momentos da vida e, mais ainda, em tempos de crise”, disse Frances. “Apesar das dificuldades que o coronavírus trouxe, é motivador ver quantas pessoas se uniram para ajudar aqueles que mais precisam; especialmente quando são jovens que demonstram a capacidade de ter empatia pelos idosos – grupo de maior vulnerabilidade à COVID-19”, completou Arevalo

A intenção é que a iniciativa Abrazos de Plata continue o seu trabalho além da pandemia e se torne um projeto de longo prazo. Embora o lema seja: “Um(a) avô(ó) é alguém com cabelos de prata e coração de ouro”, os estudantes planejam estender seus serviços aos jovens: o grupo espera oferecer apoio às crianças que vivem com paralisia cerebral.

Agradecemos a esses estudantes por compartilharem sua grande compaixão, generosidade e bondade com aqueles que mais precisam em suas comunidades e também por causarem um impacto positivo e duradouro.

Na Laureate, os membros da equipe Abrazos de Plata são nossos heróis.