Celebrando o Dia Mundial da Saúde: Honrando uma Geração de Profissionais da Saúde

Por Eilif Serck-Hanssen,
7 de abril de 2020

Nas últimas semanas, muitos de nós temos refletido sobre o que significa ser um socorrista, na linha de frente na batalha contra a pandemia da COVID-19. Nossos enfermeiros, médicos e outros profissionais da saúde são os heróis que precisamos nesse momento e os seus trabalhos são de extrema importância para que vençamos esse desafio.

Da mesma forma, eu não perco de vista o fato de que esses heróis da área da saúde foram educados por professores comprometidos e apaixonados, que ingressaram nesta profissão com a intenção de ajudar quando e onde fosse mais necessário.

Portanto, neste Dia Mundial da Saúde, comemoramos todos esses profissionais da área e àqueles que concederam esse treinamento técnico, a bússola moral, a profundidade da experiência e um senso duradouro de propósito e esperança.

As Ciências da Saúde sempre foram uma das maiores e mais famosas áreas de estudo da rede Laureate. Temos alguns dos melhores programas em cada país que atuamos, da Enfermagem à Odontologia, da Medicina à Fisioterapia. No entanto, o que me deixa mais orgulhoso não é a diversidade dos cursos que oferecemos, mas as clínicas que estabelecemos em quase todos os países onde temos campi. Hoje, operamos mais de 50 clínicas e essas instalações gratuitas e de baixo custo oferecem dois serviços igualmente importantes: o acesso à assistência médica profissional em comunidades que carecem desse atendimento e um ambiente de aprendizagem rigoroso, complexo e autêntico para nossos estudantes.

Estas clínicas prestaram serviços para centenas de milhares de membros das comunidades e, em muitos casos, estiveram na linha de frente de outras emergências de saúde pública. Um excelente exemplo disso é a Clínica Comunitária FG da UNIFG, em Recife (Brasil), que foi a primeira a responder ao surto do zika vírus. Você pode conhecer mais sobre esse trabalho inspirador aqui, liderado na época pelas professoras Fátima Casa Nova e Alessandra Bahia.

Enquanto lideramos uma empresa multinacional de capital aberto, existem inúmeras métricas que buscamos e analisamos apropriadamente. Contudo, nada reflete o nosso sucesso como um egresso de uma de nossas instituições criando impacto positivo em sua comunidade.

No final do ano passado, tive a oportunidade de conhecer Bárbara Marinho, uma estudante de Medicina da UnP, em Natal (Brasil). Ela foi selecionada como embaixadora estudantil da Laureate e nos representou, juntamente a outros cinco estudantes, no B Corp Champions Retreat, na Califórnia (EUA), em setembro. Bárbara voltou aos Estados Unidos em dezembro e passou dois meses concluindo uma fellowship na unidade de Preparação para Emergências e Socorros em Desastres da Organização Mundial da Saúde (OMS). Aqui, Bárbara foi uma das primeiras a ouvir falar da COVID-19, que atraiu atenção e preocupação, em Wuhan (China).

Outro ex-embaixador estudantil da Laureate e recém-formado em nossa fantástica escola de Medicina da UNITEC em Honduras, Cristian Alejandro Alvarez, agora trabalha no Hospital General San Francisco em Juticalpa, no mesmo país, cuidando de pacientes com a COVID-19. Cristian é um jovem médico brilhante, apaixonado por melhorar a saúde pública em Honduras e na América Central.

Os egressos da nossa escola de Enfermagem da UNAB, no Chile, também estão trabalhando na linha de frente para apoiar pacientes diagnosticados com a COVID-19. Atualmente, Jelitsa Rojas

Jacob está trabalhando em turnos de 24 horas no atendimento de emergência a adultos no Hospital Carlos Van Buren, em Valparaíso (Chile), onde chegou um ano depois de se formar. A pandemia levou o hospital a criar uma unidade dedicada às emergências respiratórias, na qual Jelitsa faz parte da equipe altamente especializada que cuida de pacientes com problemas respiratórios graves. Juan José Pacheco se formou na UNAB em 2019 e, hoje, trabalha no Hospital Universitari Sagrat Cor em Barcelona, local em que continua a desempenhar um papel importante no atendimento a pacientes no auge da pandemia na Espanha.

Além do impacto positivo de estudantes e egressos, a nossa rede foi convocada de várias maneiras diferentes durante este período. Um número crescente de nossas instalações estão sendo usadas para tratar pacientes, os testes da COVID-19 estão sendo conduzidos na UNAB, os pesquisadores da UPC receberam uma bolsa para identificar rapidamente as opções de tratamento e mais de 100 artigos foram publicados na mídia nacional e internacional, apresentando nossos professores como especialistas em suas respectivas áreas.

Hoje, no Dia Mundial da Saúde, homenageamos esses excelentes estudantes, egressos e muitos milhares de outros que estão trabalhando neste campo essencial. Também reconhecemos os professores e outros líderes acadêmicos que inspiraram e permitiram que uma geração de profissionais da saúde transformasse e, sempre que possível, salvasse vidas.

Essa pandemia está nos testando e nos mudando de maneiras que ainda não conseguimos entender a dimensão. Durante esse período de incertezas, nos confortamos em saber que o poder transformador da educação perdurará e a necessidade de acesso ao ensino superior de qualidade continuará a aumentar.